Terça, 31 de Janeiro de 2023
23°C 28°C
Parnaíba, PI
Publicidade

Chevrolet lança nova Montana 2023 e inicia pré-venda; veja o preço

Segunda geração da picape terá motor 1.2 turboflex de 133 cv do Tracker

03/12/2022 às 08h55 Atualizada em 03/12/2022 às 09h05
Por: Illan Herman
Compartilhe:
Chevrolet lança nova Montana 2023 e inicia pré-venda; veja o preço

Esta é a nova Chevrolet Montana 2023. A segunda geração da picape foi revelada por completo. Compartilhando plataforma com Onix, Onix Plus e Tracker, a Montana cresceu para brigar com Fiat Toro e Renault Oroch. A pré-venda começa hoje, 1 de dezembro, e as primeiras entregas acontecem fevereiro.

A vocação para o uso urbano ficou claro pelo slogan: “O SUV que você precisa, na picape que você sonhava.” Não é à toa que, em vários teasers ao longo do ano, a Chevrolet falou sobre como a nova Chevrolet Montana 2023 teria o melhor espaço interno traseiro do segmento e que sua caçamba contaria com um sistema novo de vedação contra poeira e água com a capota marítima, para que funcione exatamente como um porta-malas. E ainda terá, como opcional, uma capota rígida de abertura elétrica.

A Nova Montana terá de fato um parentesco com um SUV. Além de compartilhar a plataforma com o Tracker, ainda recebeu o motor 1.2 turboflex de três cilindros que equipa a versão mais cara do utilitário esportivo. Será a única motorização para a Montana, contando com uma versão usando um câmbio manual e as demais com uma transmissão automática, ambas de 6 marchas. Motor diesel? Tração 4x4? Esqueça, a arquitetura não foi feita para isso e, ao contrário da Fiat por enquanto, a Chevrolet já tem uma picape com estes atributos, na forma da S10.

A suspensão é independente do tipo MacPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, mas a GM diz que esta última utiliza um sistema de duplo batente de rigidez variável, para ajudar na estabilidade da picape, seja com a caçamba vazia ou cheia.

Motor 1.2 Turbo

O motor da nova Montana é o conhecido 1.2 turbo, o mesmo do Tracker. De construção moderna, tem duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado, bloco de alumínio e bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável. A potência é de 133 cv e o torque de 21,4 kgfm, mesmos números do SUV. De acordo com a marca, traz uma calibração específica para a picape, trabalhando em uma faixa de rotação mais baixa, o que reduz os ruídos na cabine e as emissões de poluentes.

Consumo da nova Montana

Com a nova calibração, o consumo da nova Montana será 7,7 km/litro na cidade e 9,3 km/litro na estrada, quando abastecida com etanol. Ao usar gasolina, o rendimento passa para 11,1 km/litro e 13,3 km/litro, respectivamente. De fato, considerando a média, acaba superando a Toro, que chega a fazer 10,6 km/litro na cidade e 13,6 km/litro na estrada na versão Endurace com motor 2.0 turbodiesel. A Oroch alcança os 11 km/litro em uso rodoviário como 1.3 turboflex.

Por enquanto, a GM não revela o consumo da versão manual, afirmando apenas que terá o melhor 0 a 100 km/h do segmento. Porém, como esta configuração será lançada em outro momento, a fabricante não quis falar muito a respeito.

Montana é menor que a Toro

Algumas medidas da nova Montana foram divulgadas. Terá 4,72 metros de comprimento e cerca de 1,80 m de largura, enquanto a caçamba tem capacidade para 874 litros. Como comparação, a Toro tem 4,94 m de comprimento (+ 22 cm) e 1,84 m de largura, enquanto a caçamba carrega 937 litros. Como vimos nos flagras, está bem mais próxima da Oroch e seus 4,71 m, porém com mais espaço para carga, pois o modelo da Renault tem capacidade para 683 litros.

A proposta de ser um SUV com caçamba afeta a picape em alguns detalhes. Houve uma preocupação com o espaço interno, principalmente para a segunda fileira de assentos. De acordo com a Chevrolet, o espaço para joelho dos passageiros traseiros é, ao menos, 20 milímetros maior do que o resto do segmento e destaca também o espaço para cabeça, porém sem dizer sem dar mais detalhes.

Visual

A Montana é o primeiro veículo da Chevrolet no Brasil a adotar a nova identidade visual global da marca, vista em outros modelos como Blazer e Seeker. Este design é bem claro, com a adoção de um esquema de faróis duplos, usando uma linha em LED na parte superior e os faróis principais logo abaixo, mantendo a grade bem larga no estilo do Tracker. A versão Premier usa acabamentos em preto brilhante, enquanto a LTZ opta pela pintura cromada.

A traseira sai da mesmice de todas as picapes e ousa um pouco mais. A principal novidade está na faixa escura atravessando a tampa da caçamba que conecta horizontalmente as duas lanternas. A peça também serve para acomodar a maçaneta. Abaixo desta faixa estará o nome da Chevrolet por extenso e os emblemas da versão e motor.

Interior da Montana

Por dentro, a cabine é quase a mesma do Tracker, tanto é que a Chevrolet diz que “remete a de um SUV”. Terá algumas diferenças, com um acabamento mais sofisticado, usando novos materiais. O destaque é a central multimídia, por usar uma nova tela e carcaça, esta inspirada nos últimos lançamentos da marca. O display será de 8 polegadas na horizontal. Ponto que a Chevrolet poderia ter evoluído seria o painel de instrumentos digital - esta solução não faz parte da linha Montana.

Assim, o cluster é exatamente o mesmo conjunto do SUV compacto, com velocímetro e conta-giros analógicos e uma tela no centro para o computador de bordo.

Itens de série da nova Montana

Por enquanto, a Chevrolet revela somente uma lista mais genérica dos equipamentos que estarão na nova Montana, sem especificar o conteúdo de cada versão. Terá seis airbags de série, controles de estabilidade e tração, serviço OnStar, conexão WiFi nativa, Android Auto e Apple CarPlay sem fio, chave presencial, faróis com acendimento automático, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, sistema de som JBL com quatro alto-falantes e subwoofer, rodas de liga leve de 17 polegadas, alerta de ponto cego e mais. O sensor de ponto cego e os faróis full-LED são exclusivos da versão topo de linha Premier.

Preços

A picape inicia uma pré-venda hoje (1º), nas versões LTZ, por R$ 134.490; e Premier, vendida por R$ 140.490. Além de receberem a nova Chevrolet Montana 2023 antes, os primeiros 2 mil compradores ganharão com um divisor de caçamba chamado Multi-Board, que faz parte da lista de acessórios originais. As entregas, assim como a chegada às concessionárias, estão programadas para fevereiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Notícias Automotivas
Sobre o blog/coluna
Tudo sobre Notícias Automotivas
Ver notícias
Parnaíba, PI
29°
Tempo nublado

Mín. 23° Máx. 28°

33° Sensação
3.46km/h Vento
71% Umidade
100% (19.94mm) Chance de chuva
05h53 Nascer do sol
06h07 Pôr do sol
Qua 28° 23°
Qui 28° 23°
Sex 28° 23°
Sáb 29° 24°
Dom 28° 24°
Atualizado às 12h38
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,09 -0,41%
Euro
R$ 5,53 -0,35%
Peso Argentino
R$ 0,03 -0,56%
Bitcoin
R$ 124,785,67 +1,53%
Ibovespa
113,208,15 pts 0.83%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade