Domingo, 21 de Julho de 2024
20°C 33°C
Parnaíba, PI
Publicidade

Crise de Gestão e Recursos Públicos: A desnecessária ponte sobre o Rio Igaraçu em Parnaíba

A população de Parnaíba merece respostas claras e ações concretas para evitar futuros desperdícios e garantir que o dinheiro público seja bem utilizado.

27/05/2024 às 10h38 Atualizada em 27/05/2024 às 10h43
Por: Redação
Compartilhe:
Crise de Gestão e Recursos Públicos: A desnecessária ponte sobre o Rio Igaraçu em Parnaíba

A recente queda da estrutura da ponte da Pedra do Sal, em Parnaíba, a menos de dois meses de sua inauguração, revela falhas graves na gestão e aplicação de recursos públicos. A obra, que já consumiu R$25,5 milhões, deveria ser entregue no aniversário da cidade, mas agora necessita de mais verbas para consertos.

Desde o início, a construção tem causado transtornos significativos à população local, especialmente aos pescadores, com barulho constante e congestionamentos. A obra, inicialmente prevista para ser concluída há dois anos, se arrasta, destacando a ineficiência e a falta de planejamento do governo municipal. A falta de transparência e de comunicação da prefeitura agrava a situação, deixando a população sem respostas e aumentando a desconfiança em relação ao uso dos recursos públicos. A ausência de uma resposta oficial do prefeito Mão Santa até o momento da publicação da notícia reflete a negligência com a qual a situação está sendo tratada.

Apesar da cidade já possuir uma ponte para o mesmo destino, a nova construção, liderada pela então secretária Gracinha Mão Santa, agora deputada estadual, tem gerado apenas transtornos, como barulho e congestionamentos. O projeto, já adiado quatro vezes, enfrenta um futuro incerto após o colapso recente.

Placa exibindo a data de inauguração para 26/12/2022

Auditoria do TCU

Adicionalmente, uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) revelou que a ponte sobre o Rio Igaraçu, em Parnaíba, terá funcionalidade apenas parcial devido à necessidade de obras complementares ainda não previstas. A auditoria apontou também a falta de estudos sobre alternativas construtivas antes da contratação, contrariando o princípio da eficiência na administração pública. O custo inicial da obra, previsto em R$17,2 milhões, foi elevado para R$29 milhões por meio de aditamentos, aumentando a contrapartida municipal sem alterar o valor aportado pela União​ (Portal TCU)​.

Essa situação evidencia a necessidade urgente de revisão nos processos de fiscalização e execução de obras públicas, além de uma gestão mais transparente e eficiente dos recursos. É imperativo que haja responsabilidade e prestação de contas para evitar que tragédias como essa se repitam, garantindo que o dinheiro público seja utilizado de forma adequada e que os projetos sejam concluídos conforme o planejado.

A prefeitura poderia investir esses fundos em projetos mais urgentes e benéficos para a comunidade, como a construção de uma UPA municipal, melhorias no SAMU, novas escolas e aprimoramentos em pontos turísticos, atendendo melhor às necessidades da população.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parnaíba - PI
Sobre o município
Notícias de Parnaíba - PI
Ver notícias
Parnaíba, PI
29°
Tempo limpo

Mín. 20° Máx. 33°

30° Sensação
3.6km/h Vento
51% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
05h54 Nascer do sol
05h52 Pôr do sol
Seg 33° 21°
Ter 33° 22°
Qua 33° 23°
Qui 34° 23°
Sex 32° 22°
Atualizado às 11h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 398,709,54 -0,30%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade